16 de dez de 2009

DIFERENTE


É algo tão estranho. É como se tudo quisesse sair. Sinto vontade de escrever, escrever coisas que não consigo descrever. É algo tão estranho, não sei como começar, do que falar... As palavras estão na minha cabeça como uma multidão de pessoas querendo fugir da morte. É assim que elas estão, querendo sair da minha cabeça e ser passadas para um borrão. Não sei se estou perdido, mas não sei onde estou acordei no mesmo lugar diferente. Não sei quem sou... Não sou diferente, Só não quero continuar a ser igual.

Nenhum comentário: