13 de abr de 2009

RAÇA HUMANA

O especial da raça humana
É sua capacidade de fingir
Finge que entende o inteligível
Finge que alcança o impossível

Consegue fechar os olhos
Quando precisa enxergar
Consegue perder a si mesmo
Sem nunca se encontrar
Consegue se automutilar
Em banhos de ignorância
Assassinando toda a infância
De quem vive a sonhar

Vamos! Louvemos nossa habilidade
De ambicionar, de sugar
Tudo o que está ao nosso redor
De matar sem o menor dó

O futuro de nossas virtudes
É precipitar-se em cada abismo
A menos que com urgência aprendamos
A dizer (e viver) uma simples frase
Eu te amo!

2 comentários:

Felipe disse...

Porra,baita texto!

Abração irmão!

Rodrigo_Guitars disse...

Bá! muito bom esse texto cara!
Não diz nada mais do que a VERDADE!
abração meo!