6 de abr de 2009

DISSONANTE E HARMÔNICO

Porque será que nós seres
Tão dissonantes procuramos
Nos completar com aquilo que
É tão diferente aos nossos olhos?
Se nada sabemos de nós mesmos
Quem dirá daquilo que não nos é
Comum como própria luz, que da
Qual sempre fugimos e fingimos

Sempre viver nesta utopia chamada
De vida mesmo vivendo na sombra
De seu terrivel fim ou se existir o fim.
Que espirito dissonante é este que
Sempre tentar harmonizar esta tão
Rapida existência que deixamos esvair
De nossas mãos e vida onde sempre
Procuramos o comum e belo, mas vazio.

Prazer que nós leva a ruina da alma
Que força harmônica é esta que de
Formas dissonantes nos tiram do caminho
Que devemos trilhar e viver sendo esta
A nossa sina aceita e desfeita ao longo
De nossa existência longa e cansativa
Onde não existem os seres que verdadeiramente
Nos fazem felizes mesmo a mercê do caos.

Que é esta harmônica e dissonante essência
Caótica que chamamos de vida, mas a ti
Resta-me aconselhá-lo: Viva o que é dissonante,
Sinta o que é harmônico e ame o que você desejar.




Nenhum comentário: