4 de fev de 2009

DIMEBAG DARRELL


Iniciamos Fevereiro com uma humilde homenagem a um dos guitarristas mais criativos que o mundo pode ter visto em ação. Estamos falando nada mais, nada menos que o Grande Dimebag Darrell, injustamente assassinado em 2004 por um "fã". Darrell Lance Abbott, como era seu nome de batismo, nasceu em Dallas, Texas em 1966. Seu pai era dono de um estúdio onde ele teve a oportunidade de ver inúmeros guitarristas de Blues, o que inspirou o jovem Darrell a tocar guitarra. Já jovem, ele, junto com seu irmão Vince, formam a banda de Hard Rock Pantera. Os anos se passaram e ocorreu uma mudança extremamente radical no som da até então banda de Hard Rock, primeiro foi a mudança do vocalista pro até então desconhecido Philip Anselmo. A banda lança o álbum "Cowboys From Hell"(1990) com uma mudança radical, o som que era puxado mais para um estilo alá Judas Priest, dá lugar a uma essência de peso e violência que eram transmitidos através das letras e da furiosa guitarra de Dimebag. Álbum após álbum, o Pantera tem só a evoluir no quesito atitude e violência nas suas músicas. Até hoje, nenhuma banda conseguiu fazer o que o Pantera fez. Mas os anos passaram e um suposto desentedimento entre os membros fez com que uam das maiores bandas chegassem ao fim. Dimebag, junto com o seu irmão, formou o Damageplan onde ficou até o fim da sua vida. Li em algum lugar da internet que quando Dimebag foi ao chão por causa do tiro, a sua guitarra ainda ecoava o famoso "feedback" que Dimebag enchia-nos de alegria quando era feito. Isso mostra o quanto Dimebag amava o que fazia e que, por causa de um cara que se dizia fã da banda, fez esse amor ir embora. Dois projetos eu acredito que iriam rolar, caso Dimebag estivesse vivo: Um seria tipo o festival G3 que é feito por guitarristas mais harmônicos, mas iria rolar com Zakk Wylde, Kerry King e Dimebag Darrell. E a outra, eu tinha essa esperança: De que o Pantera iria voltar com um álbum inédito e ainda nos trazendo mais alegria, mas uma alegria de que o que é transmitido através das músicas do Pantera, era de pura atitude e extremidade nas músicas. Fique em Paz, Darrell.

Um comentário:

Alex disse...

esse eh o cara!!!!